segunda-feira, 30 de outubro de 2023

CONES, SAIBA COMO USAR

 

Existem inúmeros tipos e modelos de cones de sinalização e em muitos casos, as finalidades se divergem entre si. Por isso, para fazer sempre o melhor investimento é preciso conhecer um pouco sobre as características, ficha técnica e aplicações de cada modelo de cone. 

Além dos cavaletes de sinalização, existem inúmeros tipos de cones disponíveis no mercado, onde os principais deles tem as seguintes especificações:

  • Cone rígido 50cm e 75 cm: Fabricado com material leve e ao mesmo tempo resistente é o equipamento ideal para ser empregado em shoppings, estacionamentos e principalmente em interdições fixas de longo prazo.
  • Cone flexível 50cm e 75cm: Os cones flexíveis são amplamente utilizados por aqueles que desejam fazer demarcações rápidas, por exemplo, o bloqueio de alguma via em uma blitz. O material utilizado para a fabricação é excelente e suporta bem o peso dos veículos quando passam por cima do objeto. Por apresentar uma ótima resistência e fácil manuseio, o cone flexível é bastante utilizado nas sinalizações de trânsito e nas quadras de treinamento de autoescola para a simulação das dificuldades e perigos em uma via;
  • Cone Obra: Caracterizado por sua tecnologia simples que é composta por um peso concentrado na base, esse tipo de cone foi inicialmente projetado para a sinalização em ruas e rodovias. Mas devido ao sucesso do produto, ele também é bastante procurado na demarcação de obras em shoppings, mercados e eventos, justamente por não tombar com as correntes de ar aos quais tais ambientes estão sujeitos.
  • Cone Esportivo e Cone Baby: Bastante utilizados em esportes que exigem velocidade e noções do espaço em que o atleta se encontra, esses tipos de cones estão disponíveis no mercado em vários tamanhos e cores. Assim, quando forem utilizados, agilizam o processo de identificação e marcação da metragem de cada lugar, seja em quadras esportivas ou em tatames para os campeonatos de luta.
  • Cone Norma NBR 15071: Geralmente as obras de grande porte são obrigadas a utilizarem esse tipo de cone devido a sua grande resistência e a flexibilidade que o produto possui. Basicamente, o cone Norma NBR 15071 é o mais indicado para garantir obras seguras com as sinalizações de atenção adequadas.
  • Canalizador Viário: Popularmente chamado de “Conão”, apesar do tamanho é um produto bastante leve e fácil de ser posicionado. Ele indica perigo ou presença de obstáculos nas rodovias para motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres.
  • Barreira viária: Robusta e ao mesmo tempo fácil de ser armazenada, a barreira viária é bastante empregada na sinalização de tráfego, principalmente quando tem algum tipo de obra que obstrui o fluxo de trânsito um pouco. Quem opta pela barreira viária investe bem, considerando o tamanho e o excelente custo benefício que o produto tem a oferecer.
  • Batizador Viário: Produto com ótima estabilidade bastante procurado por aqueles que possuem pouco espaço e desejam bloquear o acesso de carros, motos e pessoas. Muito requisitado em obras, o Batizador Viário é basicamente um canalizador de tráfego que desvia o fluxo de um lugar para outro.

Poucos se atentam a este detalhe, mas além do modelo de cone de sinalização também é preciso observar as cores em que cada um está disponível. Isto porque cada cor tem um significado e fora os cones esportivos, é preciso utilizar a cor certa para alcançar a finalidade pretendida.

Sabe-se que existem cones rígidos e flexíveis, mas o que a grande maioria não sabe é que é a cor que diferencia os dois. Ou seja, em geral, os flexíveis são os laranjas e brancos e os rígidos são os pretos e amarelos. Mas vale lembrar que toda regra tem a sua exceção e, caso o solicitante queira, é possível encomendar um cone rígido na cor laranja e branco. Outra coisa que também é importante ficar atento é que quando se trata de sinalizações móveis ou provisórias, as cores dos cones são amarelas e brancas ou até mesmo com um branco refletivo, sobrando para o preto e amarelo a função de sinalizar coisas fixas como perímetros que precisam de uma atenção maior e de forma constante.

Mas, e quanto aos cones esportivos? Bom, os cones esportivos também tem cores, mas o significado pode variar de acordo com o objetivo de quem os coloca. Ou seja, as cores não são colocadas para chamar a atenção de terceiros, mas de quem as colocou. Um exemplo claro e fácil de entender é a dos atletas de corrida e velocidade. Para saber quantos quilômetros percorreram, é comum que a cada 100 metros eles mudem a cor dos cones. Assim eles têm uma noção do seu desempenho nos treinos.

sexta-feira, 27 de outubro de 2023

LUVAS DE BANHO NITRÍLICO

 



As luvas de Banho nitrílico são Indicadas para trabalhos de precisão, leves e médios, com necessidade de moderada a alta sensibilidade tátil, elasticidade e flexibilidade de movimentos, realizadas em ambientes secos e úmidos, sob temperatura ambiente. Para proteção contra pequenas e médias agressões, com riscos mecânicos. Em operações onde haja necessidade de manusear materiais e peças com necessidade de boa flexibilidade. Se você busca uma luva versátil são elas as que você deve optar por usar. Geralmente nos seguintes ambientes de trabalho 


  • Indústrias automotivas;
  • Metalmecânica;
  • Plástica
  • Aeronáutica;
  • Celulose;
  • Periféricos;
  • High-tech;
  • Microprocessadores;
  • Eletroeletrônica;
  • Manuseio de vidros;
  • Eletrodomésticos;
  • Componentes eletrônicos;
  • Moveleira;
  • Prestação de serviços;
  • Instaladores industriais e outra

Nunca deixe de usar os EPI'S

quinta-feira, 26 de outubro de 2023

DISCOS DE DESBASTE COMO USAR

Com diversas funções, os discos de desbastes podem ser utilizados para correção de bordas de pedras, permitindo que o acabamento das quinas das mesmas fique perfeitos.
Outras atividades possíveis de serem realizadas com os discos de desbastes são: nivelamento de superfícies metálicas, remoção de pontas e rebarbas em cortes de metais, remoção de cordões de soldas. 
É possível dizer, então, que os discos de desbastes são úteis em diversas atividades industriais, destacando-se, principalmente, em trabalhos que envolvem diferentes tipos de pedras e metais. 
O disco de desbaste, para cumprir seu papel como esperado, deve estar firme e rígido e para que ele esteja assim, é necessário que seja utilizado em um ângulo de 45°, ou seja, inclinado. Na posição correta, além de mais segurança ao usuário, o resultado e a eficiência do trabalho serão melhores.
Entretanto, quando tratamos do tipo de disco de desbaste flap reto, há uma exceção, afinal, nesse caso, o mesmo deve ser utilizado de forma reta na superfície trabalhada, encostando toda a lixa no local. Isso acontece, pois esse modelo de disco, geralmente, é feito com nylon. 
Vale lembrar, também, que o disco de desbaste deve ser escolhido de acordo com a atividade que será utilizado, isso requer atenção e cuidado, já que pode alterar a eficiência e a qualidade do serviço. Uma boa dica é pesquisar com qual grão é feito e para qual finalidade é recomendado. 

 

quarta-feira, 25 de outubro de 2023

ORGANIZADORES O QUE NÃO PODE FALTAR!

 

Organização é essencial em tudo que vamos fazer, seja no trabalho ou em casa, ela está presente em quase todos os ambientes e em nossas ações.

E quando falamos de ambientes, o assunto rende, porque organizar o espaço de trabalho parece difícil, mas é necessário avaliar funcionalidade dos móveis e ferramentas, custo benefício, fazer orçamentos e tudo isso alinhado a um visual esteticamente atraente, para que você e/ou seu cliente se sintam confortáveis e você consiga obter maior desenvoltura no trabalho e assim conquistar mais clientes ainda.

Considerando isso, resolvemos falar sobre móveis essenciais para seu espaço de trabalho para sua oficina, ateliê, estúdio, até mesmo para o seu espaço em casa. Primeiramente, o carro de ferramentas, mas ele fala por si só. São quatro modelos profissionais que atendem as mais diversas necessidades e mais dois modelos, aberto e fechado.  Portanto, podem ser utilizados em oficinas, auto elétricas, estéticas automotivas, estúdios de tatuagem, consultórios, ateliês, pois armazenam e transportam todas as suas ferramentas com facilidade e segurança. Bancadas elas são extremamente necessárias para quem trabalha com materiais diversos, ferramentas, precisam apoiar, bater, sustentar. Bancadas de trabalho, foram desenvolvidas para atender requisitos de segurança, estabilidade, robustez e durabilidade. 

Outra opção bem importante para quem trabalha com ferramentas, é o painel para ferramentas, além de mantê-las organizadas, as deixa expostas e ao alcance da mão. Porque é super prático e fácil de organizar e ainda poderá escolher por tamanho e tipo de furação, sem contar que você pendurar muito mais que ferramentas, basta imaginar.  As estantes gaveteiro com estantes em aço para encaixar gavetas plásticas, possibilitam diversos tipos de armazenagem. Práticos e ocupam pouco espaço, auxiliando a organização de médias e pequenas peças, etiquetando cada gaveta para identificação facilitada. E você ainda pode optar pelo tamanho que desejar. Escolha o seu 

terça-feira, 24 de outubro de 2023

QUAIS SÃO OS TIPOS DE COMPRESSORES


 Existem três tipos de sistemas de refrigeração, que se relacionam ao modo como o compressor está posicionado junto ao motor elétrico. 

  • Hermético: motor e compressor ficam juntos, em um sistema completamente selado.
  • Semi-hermético: parecido com o hermético, mas com um sistema fechado com parafusos.
  • Aberto: motor e compressor ficam em estruturas separadas. 

Em relação ao princípio de funcionamento dos compressores, eles podem ser: alternativo, centrífugo, parafuso, rotativo e scroll.

Agora, vamos ver em detalhes as diferenças entre cada tipo de sistema. 

O que são compressores herméticos?

Neste sistema, motor elétrico e compressor estão juntos, dentro de uma carcaça hermeticamente selada. Entre as principais vantagens estão a baixa probabilidade de vazamentos, a longa vida útil e o baixo nível de ruído. 

As principais desvantagens estão relacionadas com a impossibilidade de abrir a carcaça. Por essa razão, a manutenção se torna complexa.

O que são compressores semi-herméticos?

Compressores semi-herméticos também têm motor e compressor dentro de uma mesma carcaça. Mas, neste caso, ela não é completamente selada, e sim presa por parafusos. 

Essa característica torna mais fácil fazer manutenção preventiva e reparos. E, se for o caso, resfriar fluidos. Em compressores herméticos, é necessário substituir todo o sistema em caso de falha em algum componente.

A principal contrapartida é que os compressores semi-herméticos costumam ser mais caros do que os herméticos. 

Compressores semi-herméticos podem ser usados em estabelecimentos comerciais, como supermercados ou shopping centers. 

O que são compressores abertos?

Em um sistema aberto, motor e compressor estão separados. Eles podem ser conectados por luvas de acoplamento, polias ou correias. São equipamentos de maior potência, utilizados, por exemplo, na indústria de alimentos. 

É possível realizar o controle da potência desse tipo de compressor alterando a velocidade de rotação do motor, ou substituindo o tamanho de polias. 

Pelas características do sistema, é possível acessá-los individualmente para reparos. No entanto, pode haver desgaste das peças que fazem a conexão entre motor e compressor, o que pode originar vazamentos de fluído refrigerante. 

sexta-feira, 20 de outubro de 2023

PASSOS IMPORTANTES PARA O CORTE A PLASMA

 

Como bons soldadores é muito importante conhecermos todas as características dos processos de solda e corte. O corte plasma também exige qualidade em sua execução.

É muito importante que seu equipamento de corte tenha consumíveis de alto nível. Se o desgaste dos consumíveis estiverem perceptíveis, chegou a hora de trocar.

Normalmente consumíveis de alta qualidade têm maior duração e apresentam melhor desempenho na hora de cortar com plasma.

O desempenho do seu corte pode estar diretamente relacionado a um consumível desgastado. Na dúvida, obtenha consumíveis novos para a execução do processo.

Saber quais consumíveis e qual amperagem escolher para determinadas espessuras de chapas que serão cortadas é fundamental.  Fica a dica:

  • Para alta velocidade, usa alta amperagem e bico maior.
  • Para maior qualidade, use bico pequeno e baixa amperagem.

Como nos demais processos de soldagem que utilizam tochas, no corte plasma também é necessário que a tocha seja montada de maneira adequada para obter mais qualidade.

Para se cortar bem no processo de corte a plasma, é importante:

  • Ter certeza do alinhamento;
  • Usar somente o necessário de lubrificante;
  • Não forçar a capa de proteção.

Outro fator a ser observado é a seleção apropriada de gases. Essa informação você poderá obter no manual do operador, no guia de referência ao lado da fonte ou no guia de configuração rápida.

Com os gases certos, a sua produtividade será maior e, também, você correrá menos riscos durante o processo.

A escolha da amperagem adequada é primordial para que o processo seja feito da maneira correta e tenha boa qualidade o seu corte com plasma.

Quando for cortar materiais mais espessos, o ideal é que se ajuste a amperagem para saída total. Após isso você deve variar a velocidade do deslocamento durante o corte.

Em materiais menos espessos, diminua a amperagem do equipamento e mude para uma ponta de menor amperagem. Assim você conseguirá manter um bom corte, com um bom acabamento. 

Posicionar a tocha de maneira adequada também lhe dará um corte melhor.

É importante saber que o lado da peça de corte sempre será o lado direito do corte.

Outra observação a se fazer é que sempre que quiser um furo, deverá cortar em sentido anti-horário (ao contrário do relógio).

Saber qual a distância correta de corte também é fundamental para cortar de maneira prática e qualificada.

Escória de alta velocidade: A velocidade de corte está muito alta (o arco fica para trás), reduza a velocidade de corte
Escória de baixa velocidade: A velocidade de corte está muito baixa (o arco é disparado à frente), aumente a velocidade de corte
Respingo superior: A velocidade de corte está muito alta, reduza a velocidade de corte

Nota: além da velocidade, a química do material e o acabamento da superfície podem afetar os níveis de escória. À medida que a peça de trabalho é aquecida, poderá se formar mais escória em cortes subsequentes.


Portanto, você percebeu que para melhorar a finalização de cortar utilizando plasma não depende somente de um “macete”.

quinta-feira, 19 de outubro de 2023

O ALICATE DESCASCADOR


Algumas ferramentas são indispensáveis e precisam estar presente na caixinha de qualquer pessoa em casa. O alicate é uma dessas, funcionando como uma extensão da nossa mão e ajudando em várias atividades. Mas, o que nem todo mundo sabe, é que existem vários tipos de alicate. E hoje vamos falar do alicate descascador! O alicate descascador É um subtipo do alicate eletricista. Como o nome sugere, ele serve para descascar as pontas dos fios para conexões de terminal e soldas.

Embora seja possível fazer o mesmo serviço com outras ferramentas, como estiletes e até outros alicates, o alicate descascador traz muito mais facilidade de uso – e é ideal para quem precisa realizar grandes trabalhos, como preparar 50 ou 100 pontas de conexão, por exemplo.

A grande vantagem é que esse alicate possui sulcos nos tamanhos adequados para cada espessura de fio. Assim, é só escolher o sulco correto e fechar o alicate.

quarta-feira, 18 de outubro de 2023

PROTETOR SOLAR - USE SEM MODERAÇÃO!

 

Use protetor solar! Essa recomendação não é novidade para ninguém, não é mesmo? 

Apesar de ser uma recomendação antiga, ainda existem muitas dúvidas e até polêmicas em torno do uso de protetores solares. Por isso, neste conteúdo reunimos várias informações para descomplicar a proteção solar. 


Primeiramente vamos falar dos raios UVB que são os responsáveis por deixar a pele vermelha, causar queimaduras e até câncer de pele. Esses raios agem com mais intensidade na pele no horário das 10h (em algumas regiões do país a partir das 9h) às 16h e em estações mais quentes. O lado bom dos raios UVB é que eles ajudam na produção da vitamina D, necessária para o corpo no fortalecimento de ossos e da imunidade. Mas, poucos minutos por dia de exposição a essa radiação já é suficiente para manter os níveis de vitamina D adequados no corpo. Contudo, o excesso dessa exposição ao sol, além dos problemas mencionados anteriormente, pode causar também o envelhecimento precoce da pele. 


Já os raios UVA causam danos à pele de forma silenciosa. Eles não provocam a reação de vermelhidão e ardência como os raios UVB, porém penetram mais profundamente na pele, causando perda de colágeno e elastina. Também são responsáveis pelo câncer, envelhecimento precoce e manchas. Os raios UVA estão presentes com a mesma intensidade ao longo do dia, mesmo em dias nublados, e durante todas as estações do ano. Além disso, conseguem atravessar os vidros dos carros ou das casas.


Agora que você já sabe dos danos que a radiação pode provocar na pele, vamos entender como se proteger de forma adequada. Primeiramente vamos falar sobre o FPS, qual é o melhor e o que realmente significa essa sigla. 

A sigla FPS quer dizer Fator de Proteção Solar e indica a proteção contra os raios UVB, aqueles que provocam a queimadura e a vermelhidão da pele.

Nos protetores solares, o FPS vem acompanhado de um número, por exemplo FPS 30, FPS 50, e assim por diante. Esse número significa quanto tempo a mais você está protegido do sol sem deixar a pele vermelha, comparado como se você não tivesse utilizando nenhum protetor. Para fazer a conta, basta multiplicar o tempo que leva para a sua pele ficar vermelha sem o uso de protetor pelo número do FPS. 


Vimos o conceito de que o FPS está relacionado ao tempo de exposição. Porém, esse conceito vem sendo amplamente discutido pela comunidade científica, visto que esse valor vai sofrer variações como a intensidade da radiação solar (que sofre variação), o horário de exposição, a época do ano, entre outros fatores, já que a incidência dos raios UVB muda dependendo dessas condições. 

E outro fator é a quantidade de protetor aplicado. Para considerar a proteção nesse tempo sugerido, é necessário aplicar 2 mg/cm2, média irreal do que a população realmente aplica, que fica em torno de 0,39 a 1,3 mg/cm2. Ou seja, a quantidade real que é aplicada no dia a dia chega a ser até 5 vezes menor do que a quantidade de filtro aplicada para determinar o FPS de um produto.

Por isso, o mais sensato é considerar que o FPS não seja o tempo de exposição para ficar seguro, e sim o nível de proteção que um produto oferece. Nesse sentido, confira qual o nível de proteção para cada número de FPS de acordo com a Anvisa.

terça-feira, 17 de outubro de 2023

O USO DO MARTELO ROMPEDOR


Quando ouvimos falar sobre um “martelete rompedor” nós logo fazemos uma associação com algo grande e altamente destrutivo, mas isso está longe de ser verdade. De fato, esse equipamento é relativamente pequeno e pode ser manuseado facilmente.
O Martelete consiste em um pequeno maquinário que pode ser utilizado com um conjunto diverso de brocas, para que seja possível otimizar o seu funcionamento da melhor maneira possível.
De modo geral, podemos dizer que um martelete rompedor possui como sua principal serventia a perfuração de estruturas formadas por cerâmicas ou concretos, nas mais diversas obras.
Ou seja, se você precisa quebrar pisos, colunas de concreto, vigas ou qualquer outra estrutura dessa natureza, esse é certamente um dos equipamentos mais adequados.
Além disso, o martelete costuma ser usado também para a criação de canaletas em paredes para que a tubulação possa ser montada, assim como a perfuração do asfalto em casos específicos.
Uma das grandes vantagens do martelete é a sua segurança e eficiência. De fato, como ele é menor e possui uma força mais concentrada, é possível fazer a demolição de uma viga ou coluna sem prejudicar a estrutura como um todo. 
Todavia, é preciso ressaltar que existem diferentes tipos de martelete e que cada um deles deve ser usado em uma ocasião específica. Isto é, se você possui uma necessidade mais leve, não é necessário comprar um martelete industrial. O ideal é ficar na versão doméstica.
Já se você tem uma necessidade maior, optar por algo mais profissional é o mais indicado, pois isso não somente irá otimizar o seu serviço como também irá garantir a vida útil do seu equipamento. 
Imagine ter de utilizar uma talhadeira manualmente para conseguir quebrar a cerâmica do banheiro que você deseja reformar. Ou melhor, imagine ter de utilizar um ponteiro e uma marreta para quebrar uma coluna. Poucas coisas podem ser mais sofridas e demoradas do que isso.
É justamente por conta da otimização de tempo e esforço que o martelete rompedor acaba sendo uma excelente opção. É possível realizar um trabalho em um período de tempo muito menor, tornando o serviço mais rápido.

segunda-feira, 16 de outubro de 2023

LAVADORAS ECOCLEAN

 

A lavadora EcoClean possui filtro permanente e sistema anti-espuma. Este equipamento é leve e prático, ideal para o uso em residências, escritórios e pequenos comércios.

LIMPEZA BÁSICA 

O usuário no final do dia, ou quando perceber o acionamento da bóia de vedação, deverá proceder da seguinte forma: 1. Desligue o aspirador. 2. Retire o filtro e limpe a sujeira grudada. 3. Passe um jato de ar comprimido de dentro para fora para que a poeira que está nas fibras do elemento filtrante seja eliminada. 4. Recoloque o filtro e utilize o aspirador normalmente.



sexta-feira, 13 de outubro de 2023

TIPOS DE PALETEIRAS E UTILIZAÇÃO

A paleteira é um equipamento muito utilizado no setor logístico para movimentar cargas 

Também conhecida como transpalete ou transpaleteira, a paleteira é capaz de locomover grandes volumes de carga de um ponto a outro usando paletes. Uma excelente ferramenta que traz mais praticidade e agilidade para centros de distribuição, estoques, armazéns e muito mais. Ela possui dois garfos que podem suportar muito peso. Composto por rodas simples ou duplas, é um equipamento durável e de fácil operação que pode ser manual, hidráulico ou elétrico. 

Vantagens de utilizar uma paleteira 

  • Agilidade: realiza o trabalho com mais velocidade; 

  • Praticidade:  simples e fácil de operar e mover cargas; 

  • Qualidade: equipamento resistente, com manutenção simplificada; 

  • Segurança: diminui o risco de acidentes com cargas pesadas; 

  • Produtividade: requer menos esforço e otimiza o trabalho; 

  • Capacidade: diferentes modelos para várias capacidades de cargas. 

Tipos de paleteira 

Paleteira Manual

Exige habilidade e mais esforço físico do operador, pois não possui nenhum tipo de mecanismo de movimentação.

Paleteira Hidráulica

A paleteira hidráulica é semelhante a manual, mas por estar equipada com um mecanismo de bombas hidráulicas, facilita a movimentação e diminui o esforço do operador.

Paleteira Elétrica 

São carrinhos maiores carregados com energia elétrica. Além de suportar cargas mais pesadas, todos os seus processos são acionados por botões. Para conduzir paleteiras elétricas, o operador deve ser treinado e devidamente habilitado para tal função. 

Sem dúvidas, esse equipamento é essencial para espaços maiores e um alto volume de cargas

 

terça-feira, 10 de outubro de 2023

7 DICAS PARA ESCOLHER A SUA PARAFUSADEIRA

 


Voltagem da sua parafusadeira

De fato, quanto maior for a voltagem da parafusadeira, mais potente será a ferramenta. Para uso doméstico, os modelos variam entre 9,6V e 12V. Isto é, o suficiente para apertar parafusos menores e furar superfícies mais moles.

Já os profissionais podem chegar a até 20V, isto é, servem para praticamente todo tipo de superfície.

Iluminação

Se você pretende trabalhar em um espaço pouco iluminado, certamente precisa pensar nessa importante característica. Atualmente, há muitas parafusadeiras no mercado que vem com luz de LED em sua ponta, facilitando, assim, na visibilidade do seu trabalho.

Torque

Como falamos anteriormente, é importante se atentar na utilização da sua parafusadeira. Isto é, caso o seu uso se volte ao domiciliar, com o objetivo de apenas parafusar, você pode escolher uma ferramenta com um torque 3Nm.

Por outro lado, uma parafusadeira que vem com pelo menos 30Nm de torque, podendo passar dos 50Nm de torque, são as parafusadeiras de impacto. Neste caso, vale analisar se a ferramenta possuem de fato, um regulador de força. As parafusadeiras/furadeiras com maior torque, sobretudo, são ferramentas potentes e servem para uma ampla gama de utilizações.

Mecanismo de trava

Com um mecanismo de trava, você consegue fazer o giro manualmente, a fim de garantir uma maior exatidão no trabalho.

Parafusadeira com Giro Reverso

Assim como a função de parafusar, a de desparafusar também se faz muito importante. Nesse sentido, é crucial observar se sua nova parafusadeira vem com giro reverso.

Ergonomia e conforto

Uma vez que você trabalha com sua parafusadeira diariamente, é importante pensar na ergonomia e conforto no design da ferramenta. Além disto, sugerimos analisar o peso da ferramenta. Pois, quando se trabalha com grande frequência com o equipamento, é interessante ter uma parafusadeira mais leve.

Custo benefício

E, igualmente tão importante quanto outras características, é preciso analisar o custo e benefício da sua nova ferramenta.

Para ajudar, fizemos uma pesquisa a fim de trazer as principais marcas do mercado em custo e benefício.

segunda-feira, 9 de outubro de 2023

COMO ORGANIZAR SUAS FERRAMENTAS

 

Antes de mais nada, separe cada ferramenta por categorias em um outro local. Organize por tamanho ou finalidade, como ferramentas manuais, elétricas, a bateria e outras. Isso será importante para a organização com as próximas dicas.

Escolha bem o local para cada ferramenta
Com tudo setorizado e com o excesso descartado, agora é hora de encontrar o melhor local para cada ferramenta. O ideal é deixar mais à mão as ferramentas que você mais utiliza, enquanto mantém as menos utilizadas nos locais mais altos, de difícil acesso. É importante, também, colocar as ferramentas de uma mesma categoria sempre perto umas das outras.

Desta forma ,você não precisará procurar em dois locais diferentes. Clique aqui e saiba como organizar as ferramentas pequenas.

Carrinho de ferramentas caixa de ferramentas
Além dos painéis, uma ótima forma de manter tudo organizado é utilizar caixas e carros de ferramentas. 

No caso dos carrinhos, eles também são ótimos para a movimentação e podem ser levados para perto do local de trabalho. A caixa de ferramentas é ideal para trabalhos externos. Esses acessórios também irão ajudar no aumento da vida útil do objeto, não acumulando sujeira e ferrugem. 

Por fim, crie uma rotina de organização em seu espaço. Mantenha tudo no lugar onde você definiu e guarde sempre a ferramenta após o uso. Evite guardar outros objetos nos locais já definidos para as ferramentas e para cada item novo adquirido, tente retirar um outro antigo que possa ser doado ou vendido. 

Sem dúvida, quando se mantém um ambiente organizado, fica mais fácil realizar as tarefas do dia a dia, além de outras vantagens, como:

Mais agilidade na localização da ferramenta, facilitando o trabalho;

Menos chances de ferrugem, aumentando a vida útil do objeto;



sexta-feira, 6 de outubro de 2023

USO DAS ROLDANAS NO COTIDIANO


 A função das roldanas é a de facilitar a elevação, descensão ou transporte de um corpo, o que dificilmente seria possível apenas com a ação humana.

As roldanas são amplamente usadas no cotidiano, em vista disso selecionamos abaixo alguns exemplos de usos das roldanas:


Guindastes;

Elevadores;

Poços artesianos;

Equipamentos de escalada;

Equipamentos de academia;

Varais;

Sistemas de guincho;

sistemas de içar bandeiras e velas dos barcos.



quinta-feira, 5 de outubro de 2023

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO COLETIVA

EPC é a sigla para Equipamento de Proteção Coletiva, que são equipamentos que devem ser fornecidos ou instalados pela empresa, para garantir a segurança do trabalho a um grupo de pessoas que estão executando uma atividade ou tarefa. Esses dispositivos têm como principal intuito melhorar a Segurança do Trabalho dentro de ambientes que oferecem riscos à saúde e segurança física dos trabalhadores. Além de evitar acidentes de trabalho e possíveis doenças ocupacionais, os equipamentos de proteção coletiva servem para atenuar cada um dos riscos presentes no ambiente.

Mas talvez você esteja se perguntando…. EPIs e EPCs são a mesma coisa? Qual a diferença?

Nos acompanhe no tópico a seguir.

 

Qual a diferença entre EPIs e EPCs?

Mesmo tendo conceito semelhante, existe uma diferença crucial. É que os EPIs (Equipamento de proteção individual) atuam na proteção direta do colaborador, minimizando acidentes e riscos físicos. Já os EPCs (Equipamento de proteção coletiva) são utilizados para a proteção coletiva do ambiente de trabalho. Eles também indicam riscos presentes no ambiente.


 

quarta-feira, 4 de outubro de 2023

DICAS PARA ESCOLHER A MÁSCARA DE SOLDA

 

Proteger-se de raios nocivos, calor, fagulhas e fumos produzidos durante as operações de soldagem e corte requer a proteção adequada – e isso começa com o uso da máscara de soldagem correta. Os soldadores são obrigados a usar equipamentos de proteção individual, inclusive máscaras, aventais, luvas e botas para se proteger. Então, como você escolher a melhor máscara para sua segurança e seu trabalho de soldagem? Vamos considerar alguns fatores importantes.


Ao escolher uma máscara de soldagem, os três principais fatores que você deve procurar são conforto, tamanho da lente e tecnologia.

Aqui estão algumas considerações adicionais para ajudar você a escolher a máscara correta:

Padrões de segurança

Durante a escolha de qualquer equipamento, a segurança deve ser a principal prioridade. O primeiro aspecto a ser verificado em uma máscara de solda é se ela foi testada e aprovada pelos órgãos reguladores. O padrão de segurança mais recente para um capacete de soldagem é ANSI Z87.1 – 2003. A embalagem do capacete deve estar marcada como ANSI Z87.1 – 2003 ou Z87+. Isso prova que o capacete é aprovado pelo American National Standards Institute and Society of Safety Engineers. No Brasil, esta certificação é feita através do código CA. A sua máscara deve ter o número do CA gravado no produto, e o Certificado disponível para consulta online.

Peso ideal

Um soldador profissional usa a sua máscara de solda durante todo o dia durante o processo de soldagem. Usar uma máscara pesada pode causar tensão no pescoço e outros problemas físicos. Os modelos mais leves pesam cerca de 500g, e evitam a fadiga após o uso por longas horas. As versões mais baratas são mais pesadas e adequadas para pequenos projetos de soldagem ou soldagem por hobby.

Conforto

Soldadores profissionais passam a maior parte do tempo soldando. Portanto, a máscara precisa se encaixar corretamente, e o soldador deve se sentir confortável ao usá-la. Quando uma máscara não se encaixa bem, qualquer pele exposta pode queimar com os raios UV ou respingos durante a soldagem. 

Escolha a que mais se adapate ao seu tipo de trabalho. 

ANTIRRESPINGO EM PASTA

Abrafer O  Anti respingo em pasta serve para proteção dos bicos e bocais da tocha MIG. Prolonga a vida útil dos consumíveis, pois não deixa ...